Aparelho ortodôntico: Dentista explica como acelerar o tratamento de forma saudável

Publicidade

Parte da população brasileira precisa utilizar aparelho ortodôntico para corrigir problemas bucais. Dados do Ministério da Saúde, divulgados em 2016, já apontavam que 35% dos brasileiros necessitavam fazer o tratamento para garantir a saúde bucal. Porém, o receio em relação ao processo, que dependendo do caso pode ser longo e complexo, muitas vezes impede a adoção do aparelho. Para que o tratamento não se prolongue além do necessário, o paciente deve seguir as recomendações à risca, de acordo com a ortodontista da Clínica Santa Tereza, Dra. Teresa Cristina.

“É essencial que os pacientes sigam as orientações fornecidas pelo ortodontista. Isso inclui evitar alimentos que possam quebrar o aparelho e manter uma rotina rigorosa de higiene bucal, escovando os dentes após cada refeição e usando o fio dental regularmente. Esses hábitos, além de promover a saúde, também otimizam o movimento dos dentes durante o tratamento”, destacou a especialista.

Dra. Teresa Cristina pontuou, ainda, que comparecer às manutenções é fundamental para o sucesso do tratamento. “Essas consultas não apenas permitem monitorar o progresso, mas também possibilitam ajustar o aparelho ortodôntico sempre que necessário. Essa abordagem proativa é importante para identificar e corrigir possíveis problemas antes que afetem o cronograma do tratamento”, disse.

“Outro dica importante é ter cuidado para não danificar o aparelho no dia a dia. Para isso, o paciente deve evitar hábitos prejudiciais, como morder objetos não comestíveis e mastigar alimentos pegajosos. Ao seguir essas práticas simples, é possível acelerar o tratamento ortodôntico e garantir a saúde bucal”, finalizou a ortodontista.

Assessoria de imprensa